OCORRÊNCIA POLICIAL

23/11/2019 00:32 www.rolimnoticias.com.br

Família consegue dinheiro para o traslado do corpo de estudante de RO que morreu na Bolívia

Com doações, parentes conseguiram quitar a despesa do hospital onde a jovem estava internada e encaminhar o corpo ao Brasil. Natacha Vitória, de 20 anos, foi diagnosticada com trombose e teve morte cerebral.

Familiares da jovem Natacha Vitória Gomes da Silva, de 20 anos, rondoniense que estava no 6º período de medicina na Bolívia e morreu nesta semana. De acordo com a tia paterna de Natacha, a família conseguiu arrecadar o valor necessário para quitar a despesa no hospital e fazer o traslado do corpo até Ariquemes (RO), no Vale do Jamari.

Marta da Silva contou não saber o valor total doado, mas que o valor tenha ultrapassado os R$ 80 mil. "Todo o dinheiro que foi arrecadado deu para pagar o hospital e agora estamos pagando o traslado, pois esse ficou um pouquinho caro, mas conseguimos. Meu irmão falou que o corpo deve chegar nesta madrugada. Ainda não se sabe o valor total, mas conseguimos. A Natacha já está vindo", explicou.

Segundo Marta, o corpo da estudante de medicina segue de Cochabamba para Ariquemes. A família estima que a jovem chegue na tarde desta quinta.

Agora, parentes e amigos fazem os trâmites para o velório e sepultamento. "Já está definido. No mais tardar acredito que umas 16h o corpo dela já chegue na Capela Ecumênica de Ariquemes. O sepultamento acreditamos que seja amanhã (sexta-feira), mas ainda não tem horário certo", informou a tia.

A Prefeitura de Ariquemes emitiu nota lamentando a morte de Natacha e confirmou que o sepultamento ocorrerá na sexta-feira.

Corrente de ajuda

Natacha foi diagnosticada com trombose em uma região do cérebro e teve morte cerebral. A família pedia por doações pelas redes sociais para trazer o corpo de volta ao Brasil e quitar as despesas do hospital em Cochabamba, onde a jovem seguia internada em estado grave.

"Faleceu na Bolívia devido a uma trombose cerebral, estudante de medicina, família simples e tradicional aqui de Ariquemes, pessoas boas que perderam uma filha e nesse momento precisam muito de nós, de nosso apoio e de nossa ajuda", disse um usuário no Facebook.

Segundo Marta da Silva, Natacha foi ao médico na semana passada devido a fortes dores na cabeça. A menina ainda passou por cirurgia e estava em observação médica na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital.

"Toda a parte paterna da família da Natacha, que é a minha, tem problema com trombose. Ela nunca tinha sentido nada. Na quinta-feira passada ela começou a passar mal e na segunda (18) foi declarada a morte cerebral dela. Ontem (terça-feira) foram desligados os aparelhos", explicou a tia da jovem na quarta-feira (20).

"Eu sei que teve muita gente nos ajudando, dando apoio. Houve loja que abriu rifa. A Natacha era muito estudiosa, sempre foi muito precoce", disse Marta.


Redes Sociais

versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo