OCORRÊNCIA POLICIAL

13/05/2020 17:23 RONDONIAOVIVO

Preso em SP, traficante que mandou matar duas pessoas e jogar corpos no rio Madeira

A Polícia Militar Rodoviária prendeu na noite de terça-feira (12) em Araçatuba/SP, o foragido da Justiça de Rondônia Geovany Carlinson do Nascimento Barbosa, 25, o “Mumu”.

RONDONIAOVIVO

Ele é acusado de mandar matar a tiros Waldimir Cardoso da Silva Neto e Paulo Henrique de Souza Lima, no dia 25 de maio de 2016, na Estrada da Areia Branca, zona Sul de Porto Velho (RO). Geovany foi condenado a 30 anos de cadeia por duplo homicídio e ocultação de cadáver.

 Os corpos das vítimas foram jogados no rio Madeira, região do ramal Maravilha. Também foram condenados pela execução dos crimes Heberth Alves de Mesquita, o “Tinarri ou Tatuador” e Alisson Rafael da Silva. O primeiro pegou 30 anos de prisão e o segundo, 26 anos.
 As investigações dos Agentes  da Delegacia Especializada em Crimes Contra a Vida (DECCV) de Porto Velho (RO) apuraram que a motivação para o duplo homicídio teria sido para que Geovany não pagasse uma dívida de seis quilos de droga.
 Geovany então contratou Alison, Hebert e um adolescente e forneceu armas de fogo a eles para assassinarem as vítimas. Os corpos foram encontrados no rio Madeira após informações e diligências realizadas por policiais civis do 4° DP que colaboraram com as investigações.
 O crime

Consta no processo que um dos corpos foi perfurado pelo adolescente para evitar flutuação.
 O acusado Alison marcou um encontro com as vítimas, que foram de moto. Chegando ao local, suspeitando que haviam caído em uma emboscada, a dupla fugiu, mas foi acompanhada. O veículo era conduzido por Alison, que o jogou contra a moto, derrubando as vítimas que foram baleadas em seguida.
 Os corpos foram colocados no porta-malas do carro a mando de “Mumu” e levados para a beira do rio Madeira. Foram amarradas pedras nos pescoços dos dois rapazes, que em seguida foram jogados no rio.
 

Redes Sociais

versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo